"Writing is a socially acceptable form of schizophrenia."
(E.L. Doctorow
)

"Words - so innocent and powerless as they are, as standing in a dictionary, how potent for good and evil they become in the hands of one who knows how to combine them."
(Nathaniel Hawthorne
)

quarta-feira, 31 de julho de 2013

O que nós queremos é uma Swap

Quem vê as notícias já percebeu que o que está na moda este Verão são as Swaps. É inevitável, é tão necessário como um livro para levar para a praia ou a tenda para quem vai acampar.

Maria Luís Albuquerque não lançou a moda, mas por ela isto segue por mais uns tempos. E como boa defensora de uma moda que já vem de trás não arreda pé. Afirma que não mentiu à Comissão de Inquérito e insistiu que na pasta de transição nada constava sobre as Swaps e que nunca foi alertada pelo antigo Governo (contrariando Teixeira dos Santos).

Ora como criador do Crónicas venho pedir à senhora Ministra se não faz um jeitinho e nos arranja uma swap. Não precisa de ser muito grande, coisa pouca, que dê para gerir bem, que não seja comilão e que não ladre muito alto por causa dos vizinhos. É para nos entretermos um bocado e assim já nos sentimos mais dentro das notícias. Não nos mande é isso por mail que depois pode ser Spam ... Prometemos que tratamos bem conta dela até nos ordenar para devolvermos o contrato, será bem estimado com todo o nosso carinho.

Li no "Económico" que os contratos swap é como "... no casino. Apostamos no vermelho mas às vezes sai o preto. Há sempre alguém que ganha."
Pois isso é outra coisa que eu gostava que tivesse em conta, que não nos desse um swap meio delinquente pode ser? Tem que ser estável para não andar aí a roer mobília e calçado.


Portanto, queremos uma Swap mas que não seja ligada a bancos nem ao Sporting, pode ser?
Obrigado Sra. Ministra, esperamos pela sua resposta.



1 comentários:

Marafada Doce disse...

Ora nem mais!

Enviar um comentário